Cidade suíça elege maioria gay em conselho municipal

Cidade suíça elege maioria gay em conselho municipal

Parada Gay em Zurique, na Suíça, em 2009

Parada Gay em Zurique, na Suíça, em 2009. Imagem por a_marga no Flickr

Parada Gay em Zurique, na Suíça, em 2009. Imagem por a_marga no Flickr 

 

Gay power na Suíça: Bienna, a décima maior cidade do país, se tornou a primeira no mundo a ser governada por uma maioria homossexual (fora do armário, é bom ressaltar). Três dos cinco membros do conselho executivo da cidade eleitos no último dia 23 são abertamente gays: Barbara Schwickert, do Partido Verde, foi reeleita, e a ela se unem o conservador Beat Feurer, do Partido Popular Suíço, e Cédric Némitz, do Partido Socialista.

 

A diretora da Fundação Pink Cross na Suíça, Alicia Parel, acredita que a eleição de uma maioria homossexual no conselho executivo da cidade com pouco mais de 51 mil habitantes manda uma mensagem de otimismo para as jovens lésbicas e os jovens gays, e os incentiva a não ter nem vergonha nem medo de saírem do armário. Mesmo que esse seja um fato notável, Parel lembra que nem todos os políticos revelam a própria homossexualidade, portanto não é possível ter certeza de que Bienna seja de fato a primeira cidade do mundo governada por uma maioria homossexual. Mas isso demonstra que, pelo menos em terras helvéticas, os políticos não precisam mais temer o coming-out. E viva Bienna!